← All posts
O aumento da desistência climática: jovens candidatos a emprego priorizam empregadores ambientalmente responsáveis

September 12, 2023

O aumento da desistência climática: jovens candidatos a emprego priorizam empregadores ambientalmente responsáveis

A mudança climática não é motivo de riso, mas aqui está algo que pode fazer você rir um pouco, especialmente se você tem um polegar verde e está atualizado com conceitos como desistindo silenciosamente. O mercado de trabalho está lentamente passando por uma transformação ecológica, graças a uma nova tendência entre os jovens que procuram emprego: a desistência climática.

Não, eles não estão abandonando o clima (nós meio que precisamos dele, afinal de contas). Eles estão deixando seus empregos em busca de pastagens mais verdes, literalmente. Eles são priorizando empregadores ambientalmente responsáveis e até mesmo se despedindo de seus empregos atuais em busca de carreiras mais sustentáveis.

O que é a desistência climática?

Abandonar o clima significa alinhar seu trabalho com seus valores ambientais. São principalmente os millennials que estão cada vez mais procurando empregadores que não apenas vendam produtos ou serviços ecológicos, mas também pratiquem o que pregam em suas operações e cultura corporativa. Essa mudança nas prioridades reflete uma crescente consciência da importância da gestão ambiental e do desejo de causar um impacto positivo no planeta.

Mas o que isso significa na prática?

As empresas estão sendo examinadas não apenas pelo que vendem, mas também por sua pegada de carbono, gerenciamento de resíduos, uso de energia e até mesmo pela cultura do escritório.

Eles estão usando energia renovável? Eles têm um programa de reciclagem? Eles estão incentivando os funcionários a se deslocarem de bicicleta ou transporte público? Eles apoiam a diversidade e a inclusão? O que eles estão fazendo sobre isso?

Essas são as perguntas que os candidatos a emprego estão fazendo e eles também esperam que as empresas tenham os dados para respaldar suas respostas.

O impacto no recrutamento e na retenção

O aumento da desistência climática está sacudindo o mundo dos negócios em uma época em que o greenwashing foi e é um problema. Empresas que não priorizam a responsabilidade ambiental podem acabar jogando um jogo solitário de solidão, à medida que jovens profissionais migram para empresas mais ecológicas que possam apoiar suas reivindicações. Em uma pesquisa recente, 75% dos entrevistados da geração Y e da geração Z disseram que precisaria de um corte salarial para trabalhar em uma empresa que é ambientalmente responsável.

São muitas pessoas dispostas a trocar dólares por práticas ecológicas.

Mas ser ecológico não serve apenas para atrair novos talentos. A desistência climática também está afetando a retenção de funcionários. Os funcionários que sentem que os valores da empresa estão alinhados aos seus têm maior probabilidade de permanecer na empresa a longo prazo. As empresas que não demonstram um compromisso com a responsabilidade ambiental podem se deparar com uma alta taxa de rotatividade.

Parece que ser verde não é apenas uma tendência ou uma estratégia de marketing, mas um aspecto crucial para manter uma força de trabalho leal e dedicada.

O papel da educação e da conscientização

O aumento da desistência climática é impulsionado pelo aumento da educação e da conscientização sobre os impactos das mudanças climáticas.

Você pode culpar a internet se quiser, mas a verdade é que somos todos melhores por isso. Os jovens de hoje estão mais informados sobre os desafios ambientais do mundo e motivados a agir para resolver esses problemas. Eles não estão apenas aprendendo sobre mudanças climáticas em livros didáticos ou palestras, mas também em mídias sociais, documentários e até protestos contra mudanças climáticas.

As instituições educacionais também estão aprimorando seu jogo. Eles são incorporando sustentabilidade e responsabilidade ambiental em seus currículos, fornecendo aos alunos o conhecimento e as habilidades de que precisam para fazer a diferença. Não se trata apenas de aprender a ciência por trás da mudança climática, mas também de entender os fatores sociais, econômicos e políticos que contribuem para ela.

Hive é a alternativa ecológica do setor de tecnologia em nuvem

Falando em praticar o que você prega, vamos falar sobre Colmeia.

Somos a equipe por trás do hiveDisk, uma solução de armazenamento em nuvem distribuída que valoriza a privacidade, a segurança e a sustentabilidade dos dados. Nosso sistema distribuído usa os recursos de computação existentes, minimizando a necessidade de data centers adicionais que consomem muita energia. Não há necessidade de jogar aquele laptop velho acumulando poeira: contribua com seu espaço no disco rígido e dê a ele um novo propósito.

O compromisso da Hive com a sustentabilidade não é apenas um truque de marketing. Está embutido na cultura da nossa empresa. Incentivamos nossos funcionários e membros de nossa comunidade, ou 'Hivers', a participarem ativamente da criação e expansão da rede. É como uma colônia de abelhas, mas em vez de fazer mel, estamos construindo um cenário digital sustentável.

Mais empresas liderando o caminho

Vamos dar uma olhada em algumas outras empresas que também estão liderando a responsabilidade ambiental.

Você provavelmente já ouviu falar de Patagônia, a empresa de roupas para atividades ao ar livre que é tão verde quanto as florestas que incentiva as pessoas a explorarem. A Patagônia é conhecida por seu compromisso com a sustentabilidade, desde o uso de materiais reciclados até o apoio às causas ambientais.

3M, um conglomerado multinacional, conseguiu reduzir seus gases de efeito estufa em 71% em duas décadas. Como eles fizeram isso? Por meio de uma combinação de eficiência energética, energia renovável e sequestro de carbono.

Tentree é uma empresa de roupas que planta dez árvores para cada item comprado. Agora, isso é o que chamamos de um compromisso tremendo com o meio ambiente!

Os trocadilhos são os favoritos do Hive, só para você saber.

O futuro da desistência climática

À medida que os impactos das mudanças climáticas se tornam cada vez mais aparentes, é provável que a tendência de desistência climática continue.

Jovens profissionais não estão apenas procurando um salário; eles estão procurando um propósito. Eles querem trabalhar para empresas que são parte da solução, não do problema.

Eles também querem criar uma economia mais sustentável e equitativa. As empresas que priorizam a responsabilidade ambiental também têm maior probabilidade de priorizar a responsabilidade social, como salários justos, diversidade e inclusão e direitos dos trabalhadores.

O aumento da desistência climática é mais do que apenas uma tendência. É um movimento. É um apelo à ação para que as empresas intensifiquem seu jogo e causem um impacto positivo no mundo.

Porque, no final das contas, não se trata apenas de ganhar a vida; trata-se de fazer a diferença.

Como as empresas estão quantificando e medindo seu impacto ambiental para fornecer dados que corroborem suas reivindicações de responsabilidade ambiental?

As empresas estão cada vez mais quantificando e medindo seu impacto ambiental por meio de vários meios, como rastreamento da pegada de carbono, métricas de gerenciamento de resíduos, consumo de energia e práticas de cultura de escritório. Eles podem utilizar dados do uso de energia renovável, programas de reciclagem, hábitos de deslocamento dos funcionários e iniciativas que promovem a diversidade e a inclusão. Essas métricas fornecem evidências tangíveis do compromisso de uma empresa com a responsabilidade ambiental, ajudando-a a atrair candidatos ambientalmente conscientes.

Existem indústrias ou setores específicos que estão experimentando uma taxa mais alta de desistência climática em comparação com outros e, em caso afirmativo, quais fatores contribuem para essa tendência?

Certas indústrias ou setores podem, de fato, experimentar uma taxa mais alta de desistência climática devido a vários fatores. Setores com impacto ambiental historicamente alto, como energia, manufatura e transporte, podem ver mais funcionários partindo para pastagens mais verdes. Além disso, setores que dependem fortemente de recursos naturais ou enfrentaram críticas por negligência ambiental, como mineração ou agricultura, também podem testemunhar um aumento da desistência climática. A decisão de priorizar a responsabilidade ambiental pode ser influenciada por fatores como reputação do setor, valores pessoais e oportunidades de carreira em setores sustentáveis emergentes.

Além das práticas ambientalmente responsáveis, quais outros benefícios ou iniciativas de funcionários relacionados à sustentabilidade estão oferecendo para atrair talentos ecologicamente corretos?

As empresas estão adaptando suas estratégias de recrutamento para atrair talentos ambientalmente conscientes, indo além da mera promoção de esforços de sustentabilidade. Eles podem enfatizar seus valores corporativos, declarações de missão e cultura organizacional para mostrar um compromisso genuíno com a responsabilidade ambiental. Além disso, as empresas podem destacar oportunidades de crescimento pessoal e profissional em funções que contribuem para iniciativas de sustentabilidade. Os esforços de recrutamento também podem se concentrar em promover um senso de propósito e pertencimento entre possíveis contratações, enfatizando o papel dos funcionários em impulsionar mudanças significativas em direção a um futuro mais sustentável.